sexta-feira, 9 de agosto de 2013

À Procura da Felicidade (The Pursuit of Happyness)

11 de Agosto de 2013. Próximo Domingo. Dia dos Pais aqui no Brasil. Pensava sempre no post que fiz no ano passado, afinal, um dos melhores filmes que representa a relação Pai x Filho é O Paizão. Procurando uma forma de homenagear a data comemorativa tão importante, fui buscar pais e filhos reais. Encontrei uma dupla que faz sucesso no mundo cinematográfico e que personificaram pai e filho dentro das telonas. Não deu outra. Então, com vocês:



Baseado em uma história verdadeira sobre um homem chamado Christopher Gardner (Will Smith), À Procura da Felicidade, título traduzido do original, The Pursuit of Happyness (2006), mostra inicialmente o investimento forte de Gardner em um dispositivo conhecido como um "scanner de densidade óssea". No entanto, ele não consegue vender porque, apesar de ter uma tecnologia melhor, é muito mais caro e os médicos não querem pagar. Ao mesmo tempo em que Gardner tenta descobrir como vendê-los, sua esposa o abandona, ele perde sua casa, sua conta bancária e seus cartões de crédito. Forçado a viver nas ruas com seu filho, Gardner agora está desesperado para encontrar um emprego estável, até que ele descobre o que é ser corretor da bolsa. Mas, antes que ele possa receber salário, ele precisa passar por seis meses de treinamento, sem receber um centavo, para disputar uma vaga na empresa. 


Vamos conhecer as principais curiosidades deste filme:

  • Os moradores de rua que trabalharam como extras no filme receberam um dia inteiro de salário mínimo (8.62 dólares por hora) e refeições. Para alguns, foi o primeiro dinheiro que haviam ganho em muito tempo.
  • Will Smith queria Gabriele Muccino para dirigir este filme, depois de ver o filme O Último Beijo e No Limite Das Emoções.
  • Dan Castellaneta, que dubla Homer Simpson em Os Simpsons, co-estrela no filme como um dos superiores que pede um donut pra Gardner. Esta é uma homenagem ao personagem de animação que compartilha um gosto semelhante para donuts.
  • Jaden Smith, que interpreta o filho de Chris Gardner, é filho da vida real de Will Smith. Christopher é o nome do meio de Jaden.
  • No final do filme, o verdadeiro Chris Gardner passa por Chris e Christopher.

Gabriele Muccino dirigiu esta película sob o roteiro escrito por Steve Conrad, baseado na história de vida de Chris Gardner. Faturou mais de 162 milhões de dólares em poucos meses de exibição. O orçamento fixou-se na casa dos 55 milhões, sendo que Will colocou no bolso 20 deles. Como toda boa biografia, o roteiro mostra como foi o processo pré sucesso de Gardner. A dura realidade que enfrentou, o abandono da mulher, a falência, a dificuldade em vencer na vida. Diante deste cenário que ficava constantemente pior, ele, além de nunca se desmoronar na frente do filho, ainda o ensinava lições sobre nunca desistir dos sonhos e objetivos e o valor real do que é ser pai. Tudo isso porque ele queria que o seu primogênito, no futuro, fosse uma pessoa melhor. Esse é o sonho de todo pai, querer sempre o melhor para o seu filho. Na realidade, os filhos são o reflexo dos pais. Então, pai, continue sendo melhor para seu filho. Com certeza, ele será melhor para você. 

O Blog é amador, mas as curiosidades são cinematográficas!

Bom Filme e Feliz Dia dos Pais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário